2

2

Quando todo mundo sabe

O que é belo e beleza

Surge no mundo a feiura

Causando grande tristeza

Quando todo mundo sabe

O que é bom e bondade

Surge no mundo o maligno

Um conceito de maldade

Mas o ser e o não ser

Um ao outro é que se geram

E o fácil e o difícil

Da mesma forma prosperam

Com o curto e o comprido

O alto e baixo também

Eles servem de contraste

Num falta o que o outro tem

O som e a voz unidos

Juntos fazem harmonia

O início e o começo

Se seguem qual noite e dia

Por isso o sábio conduz

Tudo aquilo por fazer

Sem nada realizar

E ensina sem dizer

Quando as dez mil coisas surgem

Ele não resiste a nada

Ele cria e não se apega

Aquela coisa criada

Ele age e não depende

Do fruto da sua ação

Alcança bastante glória

Mas não agarra ela não

Ele faz e não habita

Onde merece habitar

E é por isso que o sábio

Nunca tem de se mudar.

Publicado por Ateliê de Blogs

www.ateliedeblogs.wordpress.com

Um comentário em “2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: