Os antigos que sabiam

Ensinar o grande Tao

Não queriam iluminar

As pessoas em geral

Mas eles os ensinavam

A ter simples coração

E a saber praticar

Dia e noite a não ação

Governar o povo é duro

Devida a sua esperteza

Um coração agitado

Uma mente sem clareza

Governar com esperteza

É do povo a maldição

Governar sem esperteza

É benção e não é vão

Quem sabe essas duas coisas

É modelo de atitude

Conhecer esse modelo

É a profunda virtude

Essa virtude profunda

É longa e misteriosa

O inverso é de tudo

Deixa a mente curiosa

Mas através dela mesma

Que se acha a solução

Para obter sem demora

Um amável cidadão.